Rio de Janeiro III

Costa do Sol

Terça,19/Abril/16

Acordei logo cedo, arrumei as minhas coisas e dei continuidade na viagem, chegando a Saquarema ainda pela manhã. Procurei um lugar para comprar chinelos novos, pois os que estava usando partiu de vez e fui em um Cyber para atualizar o blog e fazer alguns contatos.

Quando os chinelos não aguentaram mais…IMG_20160419_095601334

Fui almoçar em um restaurante na esquina, próximo a praia. Servi altas muqueca de peixe com salada e paguei R$ 30,00. Depois fui à praia descansar. Dei um rolé na cidade, e fui tomar banho de mar. Fui no mercado, fiz algumas compras, e até tentei fazer contato com um grupo de capoeira, mas a aula não acontecia naquele dia.

Igreja de  Nossa Senhora de Nazareth

IMG_20160419_161839151

Lagoa de Saquarema

 IMG_20160419_162129140

Mar de Saquarema

IMG_20160419_164954456_HDR

Ao escurecer, procurei um cantinho bacana para montar a barraca, preparei uma janta, toquei berimbau, cantei umas cantigas, e fui descansar.

Quarta 20 Abril/16

Desmontei a barraca, montei a magrela e fui tomar um banho. Passei na padaria para tomar um café e saí de Saquarema ainda na parte da manhã

Lagoa de Saquarema

IMG_20160420_085344222 IMG_20160420_085418679

Pedalei até a Praia Seca e lá parei num quiosque para almoçar. Conheci o casal, Suami e Clóvis, proprietários do quiosque, que me receberam muito bem; perguntei para eles estavam servindo almoço e a Suami falou que estava fazendo, e se eu quisesse aguardar ela poderia me servir, disse a ela “pronto!” Após o almoço até me ofereceram um cantinho para descansar. Deitei numa sombra ao lado do quiosque e dormi por quase uma hora; ao levantar agradeci, me despedi e segui viagem. Obrigado pelo almoço e recepção!!

Sid, Clóvis e Suami – Praia Seca

IMG_20160420_153453201

Chegando em Figueiras, tomei um açaí e perguntei ao dono do estabelecimento se ele conhecia um lugar em que pudesse acampar, ele disse que ali era um lugar muito perigoso e que eu teria que tomar cuidado onde eu iria acampar. Então resolvi seguir um pouco mais, peguei uma trilha indo em direção à Lagoa de Araruama, chegando no final da tarde. Encontrei uma edificação inacabada com as paredes em pedra e areia, parecendo concreto, ali montei a barraca, fiz uma fogueira, preparei uma boa janta e fiquei curtindo a lagoa até adormecer.

Lagoa de Araruama

IMG_20160420_173859610

IMG_20160420_182623303

Quinta 21 Abril/16

Desativei o acampamento e dei continuidade à viagem. Cheguei em Arraial do Cabo ainda pela manhã, fui logo tomando um banho de mar na Prainha

Portal – Arraial do Cabo

IMG_20160421_080720720

Dei um rolé de bike para conhecer as outras praias, almocei no centro, passei na Praia dos Anjos, e depois na Praia Grande. e fui descansar.

Prainha

IMG_20160421_081726431 IMG_20160421_081734076

Praia dos Anjos

IMG_20160421_124220760

À noite dei uma volta na praça e encontrei um argentino, Marquito. Morador antigo do local, que veio me perguntar sobre minha viagem, ele ficou fascinado e me apresentava a todos que passavam na praça, depois me convidou para dormir na casa dele. Me apresentou sua esposa, seu filho, e fizemos uma janta. O filho dele, com idade em torno de 7 anos, era capoeira. Ficamos jogando capoeira e tocando berimbau até a janta ficar pronta. Montei minha barraca no pátio nos fundos da casa e fui descansar.

Sexta 22 Abril/16

Acordei cedo na casa do argentino e ele ainda estava dormindo, desmontei a barraca, arrumei as coisas, e a esposa dele acordou, ela disse que ele gosta de dormir até tarde, então deixei com ela o recado agradecendo a hospedagem. Obrigado meu amigo Marquito, desejo tudo de bom para vc e família, axé camarada!!!!

Segui viagem para Cabo Frio. O dia estava maravilhoso, chegue na Praia do Forte e fui tomar um banho de mar. A Praia estava lotada, muita gente então resolvi procurar uma outra praia mais tranquila.

Praia do Forte

IMG_20160422_095613474 IMG_20160422_095625784

Depois segui até a Praia de Peró, e lá me dei por conta que tinha esquecido meu Pen drive em Arraial do Cabo. Fui num quiosque, conversei com o proprietário, pedi para ele guardar minha bike e voltei de ônibus a Arraial do Cabo, consegui resgatar meu Pen drive, e o mais importante, as fotos que nele estavam. Passei na padaria, tomei um café, e voltei para Peró, chegando já a noite. O senhor proprietário do quiosque me falou que eu poderia montar a barraca embaixo de uma cobertura de um mercado ao lado do quiosque, disse que ali tinha um guarda, e teria maior proteção. Então montei a barraca ali, comi um lanche e fui dormir.

Sabado 23 Abril/16

Aproveitei que o dia estava muito bom para lavar a barraca que estava bem suja. Tomei um banho de mar, e quando voltei, o senhor do quiosque me ofereceu um banho no chuveiro do banheiro dos fundos do quiosque, e um café. Agradeci, me despedi e segui viagem.

IMG-20160422-WA0039

IMG_20160423_084158781_HDR

Chegando em Búzios,  passei no mercado e fui na Praia de Manguinho tomar um café e tomar um banho.

Praia de Manguinhos

IMG_20160423_094031956

IMG_20160423_094027073

Segui adiante e fui a Praia da Ferradura, e fiz um mergulho bem bacana, acredito que a água estava com 90% de visibilidade.

Praia da Ferradura

 IMG_20160423_110213529 IMG_20160423_110230658

IMG_20160423_110111229

Depois do almoço fui descansar na Radical Park. À tarde fui na Praia de João Fernandes, passei na Praia dos Ossos, Praia dos Amores e Armação.

Praia dos Ossos

IMG_20160423_162453622 IMG_20160423_162516775_HDR

Praia João Fernandes

IMG_20160423_163326501

Estátua da Igreja Santana

IMG_20160423_164311357_HDR

Praia dos Amores

IMG_20160423_171606779

Passando pela avenida do centro comercial, conheci um rapaz que já tinha morado em Florianópolis, conversamos um pouco, daí procurei uma pracinha para fazer um café. Quando estava saindo, esse mesmo rapaz estava chegando com mais dois amigos, ofereci um café a eles, e eles aceitaram, então fui prepará-lo. Ficamos conversando um pouco e depois fui dar uma volta no centrinho. Lá conheci um artista que pintava azulejo com os dedos e fazia umas pinturas muito bacanas, o cara realmente era um artista! Conversamos um pouco e ele me falou que seria legal dormir na Praia da Tartaruga, e como eu já estava cansado, fui até lá. No caminho, ouvi miados de um gato e fui procurando até localizá-lo em cima da árvore, era um filhote e não conseguia descer; então subi na árvore para salvá-lo, e levei ele comigo. Até pensei em tê-lo como mascote de viagem. Chegando na praia procurei do lado direito um cantinho para montar a barraca, e quando caí para dentro, logo veio um guarda com uma lanterna, focando nos meus olhos e dizendo “esse lugar é proibido para acampar!” E eu já com um olho aberto e outro fechado tentei sensibilizá-lo, dizendo que era um aventureiro e queria ficar só naquela noite e que iria embora logo cedo. Consegui convencê-lo, mas ele me alertou que a maré iria subir e me pegaria naquela altura, mas falei a ele que se a maré subisse eu sairia. Então fiquei ali, enquanto isso o gato não parava de miar, não me deixando dormir, nesse momento comecei a pensar duas vezes se ele realmente seria um bom mascote para a viagem. Por volta das 3h30 sinto a água batendo nos meus pés; a maré subiu e tive que procurar outro lugar para montar a barraca, o guarda estava certo. Depois de tantos transtornos, entre miados e pés molhados, consegui dormir um pouco  mais. Apaguei.

Domingo 24 Abril/16

Acordei logo cedo como o guarda me orientou, arrumei tudo e quando fui tomar café me dei por conta de que tinha perdido o fogareiro e o gás, e que tinha esquecido ela na praça onde tinha tomado café na noite anterior. Organizei tudo rapidamente, saí e voltei à praça para tentar recuperar o kit. Chegando lá, não estavam. Nesse momento larguei o gatinho, que estava carregando dentro da blusa, para que ele pudesse fazer suas necessidades, e ele inventou de entrar embaixo de um carro, dentro do motor, e ali fiquei o chamando por algum tempo. Aí senti que não era para levar um mascote, e segui viagem.

Praia de AguáriosIMG_20160424_113912812_HDR IMG_20160424_114413849

IMG_20160424_162055418

Acabei tomando café num posto de gasolina, e pedalei até Rio das Ostras.

Rio das Ostras

IMG_20160424_162114835

Chegando em Rio das Ostras, já final de tarde, logo procurei um cantinho para montar a barraca. Acabei encontrando um terreno baldio, e montei a barraca lá no cantinho, embaixo de uma árvore. Ali fiquei até o outro dia.

Segunda 25 Abril/16

Acordei sentindo falta da cafeteira, e parti sentido Macaé, chegando por lá em torno de 10:00hs e fui tomar um banho na Praia do Pecado. Lá encontrei um galego que veio me perguntar sobre a minha viagem, e disse que era surfista do local e que gostava de fazer muitas aventuras e esportes, ele me passou algumas referências da cidade e das praias locais.

IMG_20160425_092804441 IMG_20160425_102231620

Esse dia tava muito quente. Sol entre poucas nuvens e NADA de vento… Passei em uma lan house para ver os emails, passar alguns contatos e buscar referências de capoeira na cidade. À tarde dei uma volta na cidade, e fui perguntando para algumas pessoas sobre os Mestres e Escolas de Capoeira locais. Acabei chegando numa academia de jiu-jitsu, a galera treinava forte. Parei a bike na frente e fui conversar com um professor, ele me falou que não tinha referências de capoeira, mas sabia que próximo ao aeroporto tinha uma escola. Então resolvi ir em busca desta capoeira que ficara próxima ao aeroporto, até chegar em uma praça. Ali tinha dois meninos tocando atabaque e pandeiro, perguntei a eles se ali tinha capoeira; eles me falaram que sim, e que estavam aguardando o Mestre chegar. O bairro tem uma comunidade bem carente. Quando voltei estava lá o Contramestre Kiko. Me apresentei, conversamos e falei sobre a minha passagem na cidade. Logo ele me convidou para ficar, pegar o treino das crianças, e fazer o treino dos adultos um pouco mais tarde. Enquanto aguardava e assistia a aula do Contramestre Kiko, percebi que todos os meninos eram muito educados na chegada, pois cada um chegava, tirava o chinelo e fazia a roda cumprimentando um por um para poder sentar na roda. Após a aula das crianças iniciou a aula dos adultos. Chegou uma galera, o espaço não deu conta! Teve gente que teve que treinar pelo lado de fora. Contramestre Kiko tem uma estatura pequena, mas é muito respeitado pelos alunos e pela comunidade local. Fizemos um treino com movimentos isolados, trabalhamos sequências dois a dois, e depois fizemos a roda. Deu uma boa capoeiragem entre homens, mulheres, crianças, professores! Depois tivemos um bate-papo, conversei um pouco sobre a minha viagem; um dos alunos, Peixeiro, perguntou se eu tinha um lugar para ficar, eu disse que ainda não sabia onde ficaria, e ele me ofereceu para ficar em sua casa, prontamente aceitei, saímos para comer alguma coisa, e depois fomos para casa dormir. Obrigado CM Kiko pela recepção e capoeiragem, forte abraço a vc e toda galera da GMAC

Grupo Macaé Capoeira 

IMG-20160426-WA0009

IMG-20160426-WA0010

Contramestre Kiko

IMG-20160426-WA0011

Terça 26 Abril/16

Acordei, arrumei minhas coisa e Peixeiro me apresentou à família, Agradeci e segui viajem. Valeu Meu Camarada pela Hospedagem e recepção, forte axé!!!

Segui viagem. Peguei a rodovia e o tempo tava bom para pedalar, pedalei até Carapebus e encontrei um Peruano, Gutierrez, dono de uma loja de bike. Ele foi bem atencioso, quis lubrificar e ajustar a minha bike, e deixou eu usar o notebook e a internet dele. Almocei por ali, descansei um pouco, e segui viagem.

IMG_20160426_094530668

Ciclista – Gutierrez Peruano

IMG_20160426_130815943

Parei numa igreja ao lado da Praça Isabel Ana Nunes, e acabei ficando por ali. Não tinha ninguém na igreja, e nos fundos tinha um banheiro com a porta aberta. Montei meu acampamento naquele local. Aproveitei para lavar minha roupa, comi um lanche, e logo depois apareceu uma senhora com três moleques. Ela abriu a igreja e foi fazer os trabalhos internos enquanto os moleques ficaram na rua e vieram conversar comigo, logo perguntei sobre capoeira e eles nem capoeira conheciam, porque ali é uma região rural. Então comecei a ensinar para eles a ginga, aú, bananeira, e passei alguns golpes e esquivas para eles poderem fazer um jogo. Presenteei os três meninos, e por sorteio, um ganhou um cd de música de capoeira, o segundo foi uma camiseta, e para o terceiro um chinelo que achei no caminho, que estava em bom estado e era menor do que meu pé. Vadiamos bastante até sua mãe chamá-los para ir embora. Depois disso montei a barraca ao lado do banheiro da igreja, e fiquei com uma suíte. Ali permaneci até dormir.

Quarta 27 Abril/16

Acordei, chegou uma senhora logo cedo para limpar o quiosque que fica em frente à igreja. Arrumei todas as minhas coisas, registrei o momento.

IMG_20160427_073633450

Igreja

IMG_20160427_073656470

Saindo da igreja, entrei num mercado e pedi um café com sanduíche, um dos meninos da noite anterior era filho do dono do mercado e falou logo para o pai “esse é o professor de capoeira!” Cumprimentei-los e conversamos um pouco, quando fui pagar o café, o proprietário não deixou que eu pagasse, agradeci muito e peguei a estrada, sentido Quissamã.

IMG_20160427_084545708

Entrando na cidade veio um cara de bugre atrás de mim, me pedindo para parar. Quando parei ele veio conversar comigo, dizendo que também era ciclista, e que se eu precisa-se de qualquer coisa ele estaria ali para me ajudar. Informei a ele que estava de passagem, estava tudo bem, só estava precisando de kit fogo, e ele me orientou a ir numa loja de caça e pesca, mas infelizmente não tinha, no entanto acabei comprando uma faca, pois estava sem e quando estava saindo da loja, encontrei novamente o cara do Bugre, desta vez acompanhado de seu primo, mestre em Taekwondo e pediram para bater uma foto, conversamos se despedimos e dei continuidade na viagem.

Quissamã

IMG-20160427-WA0004

O  paisagem era de campos, restinguas, solo arenoso e terras cercadas com muitos gados. Entrei em uma fazenda que dava acesso a uma lagoa, passando por uma casa, os cachorros começaram a latir e o caseiro venho me receber. Perguntei se poderia tomar um banho na lagoa, ele disse que sem problemas. Aproveitei e perguntei se ali eles faziam almoço para vender, ele disse que não, mas convidou para almoçar com eles e eu aceitei. Me contou sobre o trabalho, as condições de vida que ele levava. Contou que o seu 13 estava atrasado de um salário que recebe por por mês de R$1.080,00. Seu filho João Miguel, de olhos verdes,  brincava de um lado para o outros. Agradeci gentilmente aos Caseiros e fui para o lago descansar. Tomei um banho na lagoa e seguia estrada em direção a Barra do Furado.

IMG_20160427_143542768

Chegando na cidade, fui logo desbravando o lugar. Fui no quebra mar que da acesso aos barcos do rio para o mar e vice-versa.  IMG_20160427_161804791 IMG_20160427_161839845

Depois passei em uma lancheria e pedi um café. Ela não tinha, mas disse que iria pedir para o filho trazer, pois ele iria gostar de mim e saber sobre minha viajem de bike. Após alguns minutos chegou Maycon, filho da senhora da lancheria. Trouxe um café com canela, muito bom! Ele perguntou sobre minha viajem e disse e queria muito correr o mundo por ai de bike. Saímos e ele foi comigo até um lugar para montar um acampamento, Falou de um amigo, o Santista, que era capoeira, então fomos na casa dele mas ele não estava. Fomos a praia e ao lado de um posto, montamos a barraca e fizemos um som. depois Maycon foi para casa e eu fui descansar.

Quinta 28 Abril/16

O Maycon foi até a barraca e me acordou com um café da manhã e laranja, foi o cara, tirei o chapéu! Parceria total! Valeu!

IMG-20160428-WA0012Logo depois chegou o santista, um camarada de 52 anos, pescador local, e que foi aluno de Mestre Bandeira; conversamos um pouco, e fui tomar banho em um prédio próximo à praça. Quando voltei acabamos fazendo um som com o berimbau e rolou uma capoeiragem. Foi muito bacana! Depois eles foram embora e eu segui para Campos de Goytacazes. 

IMG_20160428_092447770 IMG_20160428_092520508 IMG_20160428_092609692 IMG-20160428-WA0011

2 Comments on “Rio de Janeiro III

  1. Amei sid toda essa estoria e fico feliz em fazer parte dessa sua estoria foitao poucotempo e um carisma imenso. Um abraço amigo.
    Vamos continua te acompanhando.

    • Oi Suami, Obrigado pela mensagem.. agradeço também muito por ter conhecido vocês, são pessoas especiais e muito carinhosos e receptivos desejo a vocês tudo de bom um forte abraço e um grande axé saúde saúde saúde!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *