AUSTRÁLIA I – ADELAIDE

ADELAIDE CITY

Adelaide foi para mim uma cidade surpreendente. Desde a chegada no aeroporto, onde todo mundo falava inglês eu não entendia nada e ninguém, como também as construções, os veículos, as estradas, os animais, a cultura, os comportamentos… Mas beleza, chegamos bem!!! Já no primeiro dia fui conferir as novidades  da cidade e já fizemos amigos!

Roberto, Eu e Tina

South Australian Health and Medical Research Institute

Centro de Adelaide

Ninho de Lóris!!!

Alcapa-lanuda

Misa me recebeu na chegada em Adelaide, me mostrou um pouco a cidade, jogamos logo uma capoeira em uma das ruas do centro e depois fomos jantar.  Estava me sentindo estranho, pois não dormia bem a 2 dias com a função dos horários de voo e devido a mudança do fuso horário. Além disso, a refeição fornecida pela pelas empresas aéreas não era do meu agrado. Porém com tantas novidades, estava ligado e tive dificuldade de dormir a noite, aliás levou alguns dias para me acostumar e dormir um pouco melhor. Obrigado Misa por logo ir me receber no Aeroporto e me ajudar a resolver algumas situações aqui na Austrália, nos divertimos muito… passamos bons momentos juntos, te cuida menina… bjão no coração!

Estava já em contato com a Damaris deste quando ainda estava em Florianópolis. Ela me ajudou com a minha ida para Adelaide com certa documentação. Ela foi me buscar e conheci seu filho Vini, que a princípio me estranhou um pouco, mas logo depois ficamos bons amigos

Comprar no Brechó!!!

Dam me ajudou a recuperar uma bagagem que ficou perdida no aeroporto em Sidney. Após ir pessoalmente no aeroporto fazer a reclamação do extravio da bagagem, a mesma foi localizada e entregue na casa da Damaris em 48 horas… tranquilo! Mais tarde conheci seu marido Steven, um brother astraliano gente finíssima, grande amigo e que adora fazer um churrasquinho. 

Friaca!!!

Está nobre família me hospedou em sua casa por muitos dias em que fiquei na cidade. Me ajudaram em várias situações sempre com muito carinho e disposição. A Dam mesmo me levou de um lado para o outro, para em fim eu resolver meus negócios para a viagem de bike. Agradeço dimais a vcs Dam e Steven, por me receberem em sua casa e terem me acolhido por tantos dias, grandiosamente foi muito bom estar com vcs!

Aproveitamos e mandamos um recado para o Betão!!!

A Dam ainda me apresentou para um grupo de amigos… A Cíntia, o Rafael, a Gabi, o Talles, Frances, Elaine e outra Cyntia, o qual fizemos uma linda trilha sobre um morro. Dançamos forró e ainda fizemos uma movimentação de capoeira, foi muito divertido.

Ainda neste mesmo dia, fui na casa da Gabi fazer uma prática de yôga, com a professora Andrisa. A aula foi muito boa.

Outro dia ainda a galera se encontrou na casa da Dam para dançarmos forró, onde conheci a querida Francesa Adeline e a cantora africana Isabel, que tem uma voz incrível. Valeu galera pela parceria, foi muito bom estar com vcs. A Cíntia e a Adeline que foram minhas alunas por  mais um dia, foram muito bem nos ensinamentos e espero que vcs tenham novas oportunidades para treinar e seguir com a arte da capoeira.

Missa me apresentou ao professor Ian. Ele é australiano estava substituindo a aula do seu mestre Chan, que estava viajando a trabalho, pois ele é dublê de filmes de ação. Chan é aluno do mestre Bamba de Salvador.

Outro dia ainda encontrei o Ian na exposição de carros antigos.

Na semana seguinte, segunda-feira, fui visitá-lo na academia e aproveitei para fazer um treino. Ian meu irmão, obrigado pela recepção ai na academia, o treino estava beleza. Forte abraço e logo mais se encontraremos pelas rodas da vida. Axé!!!

Neste mesmo espaço, acontece aulas de Capoeira Angola com o professor Caveirinha, que é argentino e que por destino também estava viajando para sua cidade natal visitando a família. Quem estava o substituindo era o professor Allan, australiano, o qual me recebeu na sua casa por 02 noites Conversarmos bastante, ao menos tentamos…. Por sorte ele entende português. Também fui fazer um treino de capoeira Angola com Allan no dia e terça- feira. Obrigado Allan por me receber em sua casa e pelo treino de capoeira. Se encontramos ai pela volta ao mundo. Axé meu irmão!

Nestes dias em Adelaide, me respondeu pelo Couchsurfing o Sean. Elle me fez a proposta de hospedagem para ficar em sua casa enquanto viajava para Melbourne.  Em troca, teria que molhar as plantas e dar comida para o Cachorro, por 04 dias e eu aceitei. Foi de boa, tranquilo e aproveite para me organizar e programas melhor a viagem. Garry me recebeu muito bem, sempre simpático e me deixou sempre a vontade. Obrigado Garry por me receber em sua casa. Sou muito grato pela confiança e hostilidade. Tudo de bom para vc!!!

Bike e Acessórios

Passei por 15 dias em Adelaide buscando uma bike e todos acessórios necessários para realizar uma viajem até Brisbane. depois de muita pesquisa achei uma Trek 2015 praticamente zerada. O dono utilizou pouquíssimas vezes. Equipada com a linha Shimano Tiagra, garfo rígido em fibra de carbono, aro 700 e com pneus 28, que por sinal são bem estreitos para esta jornada., consegui por $500

 Comprei um guidom estilo borboleta por AU$ 35,00 e troquei o que tinha por um retrovisor. Coloquei bagageiro traseiro reforçado em alumínio por AU$ 80,00 e consegui negociar com o Philips, vendedor da loja 99 bike, o bagageiro dianteiro em cromo, muito bom, a princípio por AU$ 20,00, mas acabei trocando por uma camiseta Sidbikeaventura. Esse cara me ajudou muito! Axé meu irmão!

Comprei uma bomba de ar por AU$ 25,00 e um ciclo computador por AU$ 29,00. Também tive que colocar 2 suporte para as garrafas de água por AU$ 10,00. Uma garrafa térmica comprei no brechó por AU$ 5,00 e a outra de plástico ganhei. Substitui o aro dianteiro pelo aro que trouxe de Florianópolis, o qual tem um cubo Shimano com dínamo. A ideia seria tentar gerar energia para carregar uma bateria e assim ter uma carga para carregar o celular em caso de emergência. Mas o sistema não é muito eficiente e precisa pedalar por quilômetros para ter algum pouco resultado.

O aro que sobrou, consegui negociar na Bike Chiquen por uma câmera reserva para o pneu 28. Aliás este lugar é muito interessante, por é realmente uma grande oficina de trocas e integração. Muitas bikes, peças e acessórios usadas que vc pode comprar por um preço baixo e também vc pode concertar, arrumar e ajustar sua bike. Alí tem disponibilidade de mesas e ferramentas para isso. Eles recebem doação de uma confeitaria de pães e salgados que fica a vontade a todos e depois ainda, a galera prepara uma janta e vende a AU$ 5,00.

Para completar, ainda comprei um pneu 700×32 por AU$ 5,00 de reserva, que serve na câmara de ar que trouxe na viagem. Capacete por AU$ 35,00 e luvas por AU$ 12,00. Comprei calça AU$ 20,00 e uma jaqueta AU$ 45,00 para em caso de pegar chuva no caminho.

Ainda consegui alguns equipamentos usados pelo site Gumtree, (Gopro Hero 04 silver AU$ 150, Notebook Lenovo I5, 4gb, 12” AU$ 185,00, Barraca 02 pessoas 300mm, 2,6kg + lona AU$ 100,00).

Nesta duas semanas em Adelaide, tive algumas dificuldade como em poder me comunicar com os Australianos,  adquirir tudo que era necessário para realizar a viajem, em dormir bem devido a adaptação do fuso horário,  com o punho direito que ainda estava inflamado, me impossibilitado de trainar… mas por outro lado, conheci muitos lugares, fiz muitos amigos, curti vários momentos legais e tive algumas lições de vida… valeu Adelaide!!!!

É hora é hora, simbora para Melbourne!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *