Rio de Janeiro IV

Costa Doce

Quinta, 28/Abril/16

O dia estava nublado, garoando e o vento estava um pouco forte. Parei em Mineiros para almoçar, e depois parei numa casa abandonada para descansar. Segui meu caminho e passei uma mensagem para o Pé Grande e ao Mestre Juninho dizendo que estava chegando na cidade. Quando cheguei quem me recebeu foi o Zero, altos camarada, que me levou para a casa dele. A casa era muito simples, me apresentou para seu pai e sua irmã. Mais tarde fomos na oficina de Guma, conversamos muito por lá, um camarada muito gente boa! Guma me ofereceu fazer uma oficina de berimbau no outro dia. Saímos de lá quase meia noite e fomos para casa de Zero dormir.

Sexta 29 Abril/16

Quando acordei, tomei um café e os donos da casa estavam dormindo, então resolvi ir pro Centro dar uma volta e acabei encontrando o Maycon. Demos um rolé na cidade, passamos no mercado e fomos procurar a boca de fogão que eu tinha perdido na praia de Búzios. Acabamos achando uma com um preço bom, comprei, aproveitando e comprando também um bujãozinho de gás. O Maycon me convidou para almoçar no Restaurante Cidadão, o almoço custou R$1,00. Depois do almoço fomos para a oficina de Guma, e comecei a fazer o berimbau com os materiais que ele tinha me oferecido. Nesse dia conheci Gaguinho, capoeirista e lutador de jiu-jitsu, muito piradão, figura!! Depois saí para comprar lixa para finalizar o berimbau, e fui tomar café na casa de Zero. Maycon me levou para a Rádio, e lá fiz a minha primeira entrevista referente à minha viagem. A galera da rádio se interessou  muito na minha história, e me ofereceram fazer uma entrevista para passar no jornal do meio dia, e eu aceitei.

Na Rádio

IMG-20160502-WA0012

A noite o Mestre Juninho apareceu e conversamos sobre a reportagem, decidimos fazer juntos e fomos para a oficina de Guma. Os repórteres apareceram por volta das 20:00hs e lá gravamos a matéria. Fizemos a entrevista, jogamos capoeira, cantamos algumas cantigas, depois da reportagem fizemos um churrasco, e aproveitei esse momento para finalizar meu berimbau. Foi chegando a galera trazendo cerveja, mais carne, papo vai, papo vem, e ficamos até mais tarde vadiando.

Oficina do Guma

IMG-20160502-WA0011

Nação GoytacazesIMG_20160429_224854264

Sabado, 30/Abril/16

Acordei e fui na oficina de Guma tentar pegar sinal de internet, pois precisava passar algumas mensagens. A oficina estava fechada, e Guma estava saindo, mas ele abriu a oficina e disse para eu ficar à vontade que poderia ficar ali até a hora que eu quisesse. Enquanto estava escrevendo apareceu o Pé Grande, e falei a ele que gostaria de fazer alguns adesivos com a Logomarca do nosso grupo de Florianópolis. Ele pediu para eu lhe passar a logo que, como ele trabalha numa gráfica, faria para mim. Fechei a oficina e fui dar um rolé no Centro. Lá comprei um ciclocomputador por R$35,00, um preço bom! E a câmara de ar paro o aro 29 por R$20,00, também um preço bom. Depois passei numa fotográfica e ali fiz uma camiseta da Fortaleza da Ilha. Como já estava próximo ao meio dia, fui a um restaurante almoçar e fiquei esperando passar a reportagem na tv. A reportagem ficou bem bacana, gostei muito! Depois fui para a casa de Zero descansar um pouco, porque teria roda de capoeira no Clube Rio Branco, de Mestre Juninho. Pegamos a roda, e lá conheci Mestre Baianinho, do Rio de Janeiro. Vadiamos capoeira, e no final da roda, presenteei Mestre Juninho com o berimbau que fiz na oficina de Guma e também com o DVD Nego Bom de Pulo, do Mestre Nô.

 Nação Goytacazes IMG-20160430-WA0005 Depois da roda fomos para um barzinho tomar um suco e ficamos conversando até mais tarde.

Domingo, 01/Maio/16

Quando acordei fui na padaria comprar um pão, ovos e banana. Tomamos café e Ganga Zumba, aluno de Juninho, passou para nos pegar na casa de Zero, para nos levar na roda do Mestre Baianinho. A roda deu boa, joguei com uns camaradas e com Mestre Juninho  Depois fomos para o quiosque almoçar e confraternizamos até o escurecer. Quando saímos, e fui pagar a conta, o Mestre Baianinho não deixou de forma nenhuma!

   IMG-20160501-WA0010

IMG-20160501-WA0008

Sid, Mestre Juninho e Mestre BaianinhoIMG-20160501-WA0007

E voltamos para casa. Mestre Juninho me levou para comer um lanche depois, conversamos um pouco e ele me levou de volta para a casa de Zero. Mais tarde eu acabei saindo para passar na oficina de Guma e agradecer pela oportunidade de nos conhecermos e pela curtida. Na esquina encontrei novamente com o Maycon e ele me levou para uma festa, onde ficamos curtindo até mais tarde. Depois fui para casa.

Segunda, 02/Maio/16

Acordei, arrumei minhas coisas, me despedi de Zero e sua família e segui viagem. Um agradecimento a toda esta galera da Nação Goytacazes, ao mestre Juninho e um especial ao Zero e sua família que me receberam em sua casa, Axé!!!

Peguei sentido paralelo ao rio, e parei em Gargaru para almoçar.

  IMG_20160502_114802510   IMG_20160502_145344382 IMG_20160502_145400512   IMG_20160502_150734250 IMG_20160502_150749051  IMG_20160502_152441601

À tarde segui viagem e pedalei até Santa Clara, onde procurei uma casa de internet para fazer os contatos. Conversei com um menino que passava pela rua e ele me disse que tinha capoeira na Associação naquele dia, então fui à praia, tomei café, dei uma descansada, e mais tarde fui procurar a capoeira. Chegando na Associação encontrei a galera do Jiu-Jitsu, perguntei a eles sobre a aula de capoeira, e eles me falaram que a capoeira ia ser no outro dia. Então fui à praia procurar algum lugar para montar minha barraca. Mas antes disso parei para instalar o ciclocomputador que tinha comprado em Goytacazes, quando estava finalizando a instalação, passou por mim um rapaz falando no celular em voz alta, e passou novamente. Foi quando ele desligou o telefone e veio me perguntar o que eu estava fazendo, da onde que eu era para aonde eu ia; achei meio suspeita a pergunta, pois até parecia que ele queria saber o que eu estava fazendo ali, como se suspeitasse de algo. Aí conversamos, expliquei sobre a minha viagem, e ele se interessou. Conversamos mais um pouco, e quando ele saiu, perguntou “você está precisando de alguma coisa?” Disse que estava tudo bem e ele insistiu “Tem certeza de que não está precisando de nada?” Respondi “Tenho certeza sim, está tudo ok, muito obrigada” E ele seguiu. Finalizei a instalação e fui em direção a uns prédios no sentido da praia. Vi um tanque e  quando comecei a lavar roupa vi um aviso “Não utilize para lavar roupas, a água custa dinheiro”. Foi aí que me apressei para lavar a roupa, tentando finalizar o mais rápido possível, e quando estava na segunda peça, entrou um carro pela rua e buzinou duas vezes, me chamando atenção. Tomei um susto e logo pensei “chegou o dono e pegou em flagrante!” Prontamente coloquei as coisas em minha sacola, e voltei em direção a rua, me aproximando do carro, quando cheguei o rapaz era o que tinha conversado comigo, Júlio, e disse. “Ei rapaz, venha cá, vou conseguir um apartamento para você dormir!” Fiquei surpreso, aceitei o o convite e ele me levou a um prédio onde tinha alguns apartamentos. Ele foi numa sala, pegou a chave e abriu um apartamento para mim no pavimento térreo, e disse que eu poderia passar aquela noite ali e ficar a vontade sem problema nenhum. Logo sua esposa veio com um abacia de frutas, pão, e fiquei muito feliz naquele momento, e muito agradecido. Agradeci a eles e fui descansar. Tomei um banho, preparei um rango, usei a internet e fui dormir de boa.

Terça, 03/Maio/16

Quando acordei procurei Júlio, mas ele tinha saído a trabalho. Tomei um café, agradeci à esposa de Júlio, e segui viagem. Muito obrigado amigo Julio!

Praia de Santa ClaraIMG_20160427_161816698 IMG_20160503_085156688 IMG_20160503_085159858

Rio ItabapoanaIMG_20160503_112604841

2 Comments on “Rio de Janeiro IV

  1. Sempre levei fé em vc camará parabéns o pouco da vivência nossa, foi massa ! (guma)

    • Valeu meu irmão Eu que agradeço a oportunidade de estar com vocês por alguns dias em Goytacazes, curtimos bastante jogamos capoeira e até fizemos uma entrevista para televisão foi show de bola! muito obrigado meu irmão valeu de coração forte abraço a você e toda a galera do nação até logo mais axé!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *