Bahia I



COSTA DAS BALEIAS

Domingo, 22/Maio/16

Saindo cedo de Conceição da Barra, passei em Itabuna e pedalei por estrada de chão em meio a floresta de eucaliptos.

IMG_20160522_104523765 IMG_20160522_125545

Segui um pouco mais até chegar em Costa Dourada. Cheguando fiquei encantado com as falésias e logo fui tomar um banho de mar. Almocei em um restaurante que fica bem próximo à costa. A comida caseira muito boa e depois do almoço fui descansar na varanda de uma casa, que parecia até estar abandonada. Estava dormindo quando recebi uma pedrada e quando abri os olhos rapidamente, duas crianças sairão correndo para trás da casa e rindo muito. Corri atrás, mas elas se esconderão na casa do lado. Levei aquela arte das crianças di boa, até porque não me machucarão. Pensando na viagem, estava em dúvida por onde que eu ia dar continuidade, se eu ia voltar um pouco para pegar a estrada de chão percorrendo um trajeto mais longo ou se eu arriscaria ir pela beira da praia.  Parei em um quiosque e conversei com o proprietário e perguntei a ele sobre a possibilidade de ir pela praia, ele me disse que a maré estava subindo e que teria que esperar baixar, então agradeci e segui a viagem pelo outro caminho.

Costa Dourada

 IMG_20160522_125123

IMG_20160522_122930793

 IMG_20160522_123522088 IMG_20160522_123532712

Voltei a pedalar pela estrada de chão e entre a floresta de eucalipto. Seguindo um pouco mais cheguei em Cruzelândia, tomei um café e peguei alguns mantimentos. O rapaz da padaria disse que era possível chegar até o Porto da Tiririca, mas que não teria como a travessia o rio, pois domingo o ultimo era as 15:00 e não tinha como chegar antes, mas seguir caminho e pedalei até chegar o porto já por volta das 17:00 horas. Ali tomei café arrumei a barraca. A Noite estava muito escura e fui pescar, tinha somente uma isca e acabei perdendo. Fui dormir.

IMG_20160522_231756

Segunda, 23/Maio/16

Acordei logo cedo e preparei um café. Arrumei tudo e logo chegou duas pessoas para pegar o barco e fazer a travessia para Mucuri,  o barqueiro não demorou, embarcamos e seguimos pelo Rio Mucuri até a cidade de Mucuri.

IMG_20160523_071113180 IMG_20160523_071216893

Dei um rolê na cidade e fui na praia tomar um banho. Quando sai, consegui um chuveiro ao lado de uma lanchonete e fui me lavar, estava acabando o banho saiu o dono da lanchonete perguntou da onde eu estava vindo e eu contei a minha história. Ele falou que tinha um senhor que também estava em viagem de bike ali em Mucuri e que já estava ali alguns meses, conversamos mai s um pouco, me despedir e fui no centro atrás da capoeira. IMG_20160523_071753202

Praia de MucuriIMG_20160523_074435393 IMG_20160523_074444526 IMG_20160523_074757500

Cheguei em uma praça numa roda de senhores e perguntei sobre a capoeira. Me falaram do professor Kinho, que trabalhava na prefeitura. Então fui até a prefeitura e lá perguntei sobre o professor. Ele não estava, mas conseguiu o telefone dele e logo liguei. Me apresentei e falei sobre a minha viagem, ele prontamente ficou feliz em me receber e convidou para fazer o treino à noite e combinamos de nos encontrar mais tarde. Sair dali e voltei à praia, chegando encontrei Juarez um ciclista que há 18 anos pedala por todo Brasil, logo parei para conversar com ele, o qual me contou sobre algumas viagens, me mostrou seu álbum com as fotografias, documentos, recorte de revistas e jornais sobre sua aventura. Ele ainda tinha duas cachorras e uma delas ainda deu cria e estava com cinco filhotes. Ele falou pra mim que estava ali já algum tempo e que tava precisando de dinheiro pra consertar sua bicicleta e seu carrinho para dar continuidade na viagem. Contou uma história que uma vez quase conseguiu ir para Alemanha dentro do contêiner, mas descobriram e mandaram ele de volta. Depois convidei ele para almoçar, mas disse que o almoço já estava garantido, me despedir e fui almoçar

Sid e Juarez Costa MacielIMG_20160523_122724268

Após o almoço fui buscar um lugar para descansar na praia. Fui no centro buscar resolver o problema do pendrive, pois as fotos da viajem não estavam aparecendo. O rapaz verificou e conseguiu localizar as fotos. Elas estavam ocultas fiquei feliz naquele momento por não ter perdido minhas fotos. Depois fui tomar café quando estava tomando café olhei e vi um sujeito vindo em minha direção. Lembrei que aquele sujeito o Juarez ciclista, já tinha me orientado para abrir o olho. O rapaz venho chegando perto, perguntando o que eu estava fazendo, então pedi pra ele sentar e comer comigo. Entreguei a ele duas fatias de pão, duas bananas e também um copo de iogurte. Ele disse que estava gostoso e puxei conversa sobre sua vida. Ele em falou sobre problema que teve com a família e com a justiça. Depois agradeceu me deu um abraço e saiu. Depois eu esperei um pouco e fui procurar academia de capoeira, passei em frente mas ainda não estava aberto, ai dei mais uma volta e retornei mais tarde. Lá estava contra mestre Kinho, algumas crianças da capoeira e outras do Muay Thai. Logo me convidou para entrar, nos cumprimentamos e conversamos. Ele estava se preparando para aula de Muay Thai que começaria logo e a capoeira seria a segunda aula. Acabei fazendo as duas aulas, rolou os treinos e depois fizemos uma roda joguei com quase todos alunos e depois fiz um jogo com o CM Kinho. Após a roda ele comentou ao alunos sobre minha viagem e todos ficaram muito espantados…A palavra disposição, coragem, tava na boca de todos.

IMG_20160523_201316646

Agradeci e quando saímos do treino,m ele me perguntou se eu tinha um lugar para ficar,  disse que iria dormir na beira da praia, mas ele falou que eu poderia ficar numa pousada de um amigo. Ele conseguiu a chave e eu dormir na pousada. Tomei um banho, fui comer um lanche votei a pousada para dormir.

 Terça, 24/Maio/16

O dia amanheceu com clima de chuva e um forte vento sul, me deu uma enorme vontade de ficar dormindo, mas não poderia deixar de aproveitei aquele vento a favor para dar continuidade na viagem. Logo peguei a rodovia senti a força do vento e toquei em direção a Nova Viçosa. Mas recebi informações que para fazer a travessia de Nova Viçosa para Caravelas teria que pagar uma um barco no valor de R$ 200,00, valor muito alto e como as condições do tempo não estava muito boa, resolvi dar a volta mais longa passando por Helvécia e depois retornai ao litoral. Saindo da rodovia entrei a  esquerda e logo avistei uma grande plantação de eucaliptos. A estrada de cão batido, estava um pouco ruim durante o percurso, neste trecho avistei muitas máquinas trabalhando entre os eucaliptos, devia ter umas 15 ou 20 máquinas. Eram muitas, e trabalhavam com velocidade, realmente tive a sensação de uma grande destruição. Pensando nesta forma de produção, mesmo que se justifique  por ser inovador, autêntico e sustentável, demostra um forte impacto visual e perde-se a naturalidade do lugar. Segui viagem até chegar na cidade de Helvésia onde almocei. Após o almoço fui descansar numa praça. Um rapaz que já tinha avistado no restaurante, passou por mim e disse que alí tem aula de capoeira com Mestre Régis e mais tarde provavelmente teria aula.  Mas como era cedo da tarde, resolvi pedalar um pouco mais. Em alguns momentos peguei chuvisco. Já estava pedalando final do dia, quando cheguei no trevo venho a indecisão, caso fosse para sul em direção a Caravelas, pegaria 10 km de vento contra dificultando a pedalada, se fosse para norte em direção a Alcobaça, teria 20 km com vento a favor. Decidi e fui para Alcobaça, entrei na cidade em torno de 19:00hs da noite, logo tentei procurar um lugar para descansar em uma pousada. Na primeira pousada a recepção informou o valor de R$ 80,00 . Seguir um pouco mais adiante e passei em outro hotel perguntando o preço, mas este ainda estava mais caro. Mas aproveitei o momento e perguntei a recepcionista sobre capoeira na cidade ela me falou de Mestre Alegria. Fui atrás e cheguei na academia do mestre. Na parte de baixo tem equipamentos para musculação e no piso superior aula de capoeira. Subir as escadas e entrei no salão. Tava rolando aula para as crianças, era jogo e tava bonito, muita energia da criançada, movimentos com agilidade e com muita cantoria. No final da aula conversei com Mestre, explique sobre minha viagem e ele me convidou para fazer uma aula das 8:00 às 9:00. Prontamente aceitei. Procurei me alimentar, troquei a roupa e fiquei aguardando. Ali conheci Marcone, conversamos sobre minha viajem e ele me convidou para ficar em sua casa, ficamos de falar depois do treino. Iniciou a aula com um alongamento e Mestre Alegria passou alguns movimentos. Depois rolou a roda e fiz um jogo com o Mestre Alegria, depois com seu filho e seus alunos.

IMG_20160524_210124194.

Obrigado Mestre alegria pela recepção e capoeiragem, forte axé a vc e toda turma da capoeira liberdade.

Marcone chegou lá e saímos para comer uma pizza. Depois fomos a casa dele, lá preparei minha cama e fui descansar.

Quarta, 24/Maio/16

Logo quando acordei fui fazer café e lavei algumas roupas. O Marconi acordou saímos para dar uma volta, vamos até o porto, conversamos com alguns pescadores e depois passamos em um Cyber. Foi quando começou a chover muito e ficamos na lan house por volta de uma hora, depois saímos compramos alguma coisa para fazer almoço e fomos para casa. Conversamos bastante, almoçamos e vamos descansar. Acordei com Marconi fazendo alguns serviços de Serralheria, estava concluindo um trabalho que deveria entregar para um amigo. Arrumei minhas coisas, agradeci a Marconi e seguir viagem  para Prado. Valeu meu amigo!!!

 Marconi e SidIMG_20160525_162158700

IMG_20160525_164439995

Cheguei por volta das 18:00hs, já tinha conversado com o CM Grilo sobre minha chegada na cidade e ele me deu as coordenadas para chegar, como ainda estava um pouco cedo, passei em uma loja de bike e fui tomar um café. Contra Mestre Grilo já tava me esperando e quando deu o horário e fui até a associação, cheguei e ele estava abrindo a sede e as crianças começaram a chegar aos poucos. Me apresentei e ele me convidou para entrar, colocamos a bicicleta para dentro na peça dos fundos e disse para ficar à vontade.  Ali sentei um pouco observando o treino o qual puxava para as crianças. Depois montou a bateria e formou a roda, toquei um pouco e fui jogar com as crianças. Joguei quase com todos, foi bacana. Depois começou a chegar os adultos e a Roda começou a ficar melhor ainda. Finalizando a roda com as crianças, iniciou o treino dos adultos e depois outra roda. Joguei com a galera e também com o CM Grilo. Depois dos jogos, teve uma roda de bate-papo, principalmente sobre a minha viagem.

Associação Atlética de Capoeira Raízes Negras13256228_1607510246229587_7779325555401505429_n

A galeraIMG_20160525_194546747

IMG_20160525_221652038

Em conversa na roda, consegui hospedagem para passar a noite e ai fiquei mais tranquilo. Eu Gregori e Carlinha passamos em casa para tomar um banho e depois saímos para casa de uma amiga. Lá tinha uma galera, curtimos um som, comemos alguns petiscos e tomamos algumas geladas para comemorando o dia e a noite, fui muito bom tudo. Obrigado CM Grilo pela recepção e capoeiragem, grande axé a vc e a toda turma do Raiz Negra.

Quinta 26/Maio/16

Acordamos tomamos café e aproveitei para lavar minhas roupas pois o dia estava bom. Depois saímos para feira compramos algumas legumes. Passamos para conhecer à praia e voltamos para fazer um almoço. Depois do almoço fui descansar um pouco. Mais tarde arrumei minhas coisas e saímos para levar uma amiga na rodoviária e aproveitamos para passar em um barzinho no Beco das Garrafas, para comer tapioca e tomar um suco. Lá conheci alguns amigos e ficamos conversando, depois fui descansar pois teria que sair cedo para dar continuidade na viajem no dia seguinte. Obrigado querida Carlinha pela recepção e parceria!!!

Sexta 27/Maio/16

Na manhã seguinte continuei a viajem. O tempo e o clima estava muito bom para pedalar, após rodovia peguei uma estrada de chão e passei por várias praias com um lindo visual.

Trecho entre Prado e CumuruxatibaIMG_20160527_091242318

A Praia de Japara é uma destas praias que não da vontade de sair. Nela tem uma grande e bela falésia. Prendi a bike na cerca no alto da falésia e desci para tomar banho de mar.

Falésias de JaparaIMG_20160527_112812530 IMG_20160527_113424487 IMG_20160529_205042 IMG_20160527_115003749

No caminho para Cumuruxatiba, o bagageiro dianteiro quebrou e eu estava na descida de uma ladeira. Quase tomei uma queda. Tive muita sorte em conseguir equilibrar, a roda dianteira passou por cima da bagagem e a mesma travou embaixo do quadro. Tive que parar rapidamente. Depois tive que concertar, fiz algumas amarrações com corda até chegar em Cumuruxatiba. Cheguei por volta das 12:00, almocei no restaurante uma comida caseira e seguir para a praia. Lá procurei um lugar para descansar.

CumuruxatibaIMG_20160527_133541634

Quando acordei, passei por um mestre do mar e conversamos bastante. Ele me explicou como eu poderia fazer o trajeto para passar em Corumbau e chegar em Caraíva pela beira da Praia. Depois passei na padaria para tomar um café e passei em uma oficina de moto, buscando uma solução para o bagageiro. O Rapaz da oficina pediu para passar no outro dia na parte da manhã. Dai aguardei o horário da aula de capoeira, a Carlinha já tinha me falado sobre dois capoeiristas, Pé de Serra e de Onda, que faziam trabalho ali na cidade. Quando cheguei ao ginásio, lá estava o Professor  Onda, o qual me explicou que faziam parte do grupo Abada Capoeira e que Pé de Serra era seu Mestre, porém ele estava em viajem para a Europa. Neste dia não teve aula das crianças por motivo do feriado, mas teve aula para adultos. Chegou alguns alunos e iniciamos os treinamentos. Alongamos, aquecemos, fizemos alguns movimentos e depois um jogo, dois a dois, trocando a dupla a cada 02 min. o treino não teve instrumentos, nem aparelho mecânico. Valeu Onda pela recepção e pelo treino, forte abraço a toda a galera, axé!!!

Onda, Sid, JB e BranquiaraIMG_20160527_212030091

Após o treino Onda disse que poderia ficar em uma pousada do primo dele, mas  quando chegamos na pousada, o primo dele não estava e acabamos indo à praia. Lá ele me indicou o melhor lugar para montar acampamento, atrás de um quiosque, ali conversamos muito, nos despedimos e fui dormir.

Sabado, 28/Maio/16

O dia amanheceu arrumei minhas coisas e dei continuidade na viagem sentido Corumbau, peguei uma longa estrada de chão até chegar na Barra do Cay.

IMG_20160528_085308164 IMG_20160528_100032083 IMG_20160528_120334169

Lá tive que aguardar a maré baixar para poder atravessar o Rio Queimado. Não dava pra dar continuidade na viagem na beira da praia, porque a areia era muito mole, então subi a Falésia passei por uma fazenda e fui pedalando pelo caminho que tinha na Restinga. Estava pedalando em meio ao Parque Monte Pascoal qual acabei perdendo a orientação. Tantas Idas e vindas escutei latidos de cachorro, fui me aproximando e avistei um telhado. Cheguei mais perto e avistei alguns índios. era uma tribo indígena, ou melhor, uma vila indígena dos Pataxós. Fui chegando devagar e me apresentei, o cacique da família disse que poderia passar por ali, tudo bem. Me acompanhou até a saída e mostrou o caminho para chegar em Corumbau. IMG_20160528_125412381

Segui e parei para almoçar em Corumbau, mas como estava cedo, resolvi dar continuidade e fui até a ponta de Corumbau, lá tive que atravessar outro rio, precisei chamar um índio que estava do outro da rio. Ele venho me atravessou e cobrou R$ 10,00 pela travessia.

IMG_20160528_152314433 IMG_20160528_152904792 IMG_20160528_152913552 IMG_20160528_152934574 IMG_20160528_153107063 IMG_20160528_153706427

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *